6 de out de 2011

Homeopatia cura Rinite Alérgica




A rinite alérgica é uma doença hereditária, isto é, transmitida geneticamente dos pais para os filhos. No caso de existir um portador de rinite alérgica nem todas as pessoas da família apresentam a doença, mas sempre há mais do que uma pessoa com os sintomas.

De acordo com o consenso ARIA – Allergic Rhinits and its Impact on Asthma –, “A rinite alérgica define-se clinicamente como uma doença nasal sintomática, induzida por exposição a um ou mais antígenos, e é caracterizada por uma inflamação mediada pela IgE (Imunoglobulina E) das membranas mucosas do nariz”.
Em outras palavras a “alergia” é um estado de hipersensibilidade (muita sensibilidade, por excesso de anticorpos) causado por exposição a determinada substância, chamada de antígeno ou alérgeno. Como resposta do organismo são observadas reações imunológicas (de defesa) que são tão intensas que chegam a ser nocivas. “Rinite”, por sua vez, é uma doença inflamatória do nariz. Assim, a “rinite alérgica” é uma doença inflamatória e alérgica (ou reação imunológica por hipersensibilidade) que ocorre no nariz. Qualquer substância, sob a forma de poeira, cheiro ou fumaça, que penetre no nariz, durante a respiração, pode iniciar e manter a reação alérgica (Veja “Sintomas”, abaixo).
Na rinite alérgica há sempre algo que inicia (fator desencadeante) e pode haver algo que agrava (fator agravante) os sintomas.
Os principais fatores desencadeantes são quatro e são os chamados aeroalérgenos: poeira domiciliar (ácaros, restos de insetos); epitélios de animais domésticos (gato, cachorro, pássaros); fungos; e, em algumas regiões do Brasil, polens. Como fatores agravantes podemos ter o cigarro, produtos químicos (materiais de limpeza, de higiene), poluição ambiental, fatores emocionais, mudanças climáticas e infecções.
Antígenos alimentares e medicamentosos, raramente, também podem provocar os sintomas da rinite e são mais fatores agravantes do que desencadeantes.
Os sintomas básicos da rinite alérgica são: nariz entupido (obstrução nasal), coceira no nariz, coriza (“água” clara, transparente, que corre do nariz) e espirros. Estas são as reações imunológicas nocivas ao organismo, mencionadas acima. A pessoa que tem alergia é, na verdade, hipersensível (tem excesso de anticorpos) para uma determinada substância. Esta hipersensibilidade provoca sintomas de defesa tão intensos que acabam prejudicando as funções do nariz e acarretando prejuízo para o organismo.
Além dos quatro sintomas básicos também podemos encontrar coceira nos olhos (conjuntivite alérgica), na garganta e nas orelhas. Muitas pessoas mencionam dor de cabeça, mal estar, irritabilidade (que ocorre por falta de oxigenação no cérebro), dificuldade para comer e para dormir.
Crianças e pré-adolescentes com rinite alérgica não controlada têm com maior facilidade deformidades da arcada dentária (veja o artigo obstrução nasal), acarretando problemas de ordem estética e funcional.
Tratamento
O tratamento através da homeopatia é indicado exclusivamente pelo médico homeopata e tem resultados bons.
Rinite alérgica e demais doenças não devem ser vistas de modo setorizado no organismo. Sinais e sintomas não são de um nariz doente mas de uma pessoa enferma em sua totalidade com mente também desarmônica. Cabe ao médico homeopata, observar em detalhes o que o paciente sente e relata, o que ele trás objetiva e subjetivamente, a história do processo, o que o deflagra, o que o agrava ou alivia, os horários dos sintomas, as peculiaridades específicas do caso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share it