21/06/2011

Homeopatia e Enxaqueca

A enxaqueca pode aparecer durante período de estresse, preocupações...
A enxaqueca é uma das mais freqüentes doenças do sistema nervoso, que atinge 1/5 da população mundial, com predominância no sexo feminino. Costuma se manifestar causando dores de cabeça que podem acometer um lado do crânio ou todo, geralmente antecedidas por uma aura que é um conjunto de sintomas neurológicos que precedem as dores. Os mais comuns são alterações visuais, como pontos brilhantes ou linhas em zigue-zague e falhas no campo visual.

A aura é causada pelo estreitamento temporário dos vasos sangüíneos que irrigam zonas do cérebro; alguns minutos depois ocorre dilatação desses vasos, causando pressão nos tecidos e dor latejante intensa, freqüentemente acompanhada de aversão a luz e vômitos. Os sintomas podem durar horas e até dias - mas nem todas as enxaquecas seguem o mesmo padrão, em alguns casos apenas há dor de cabeça, desde as mais leves que são aliviadas pelo sono e repouso, até enxaquecas graves com dores insuportáveis, em alguns casos resistentes aos analgésicos mais fortes.

A enxaqueca pode aparecer durante período de estresse, preocupações, falta de sono, pode estar relacionada com a sensibilidade a certos alimentos (queijo, corantes artificiais, chocolate, etc), bebidas alcoólicas ou mesmo sem causa aparente - muitas mulheres são propensas a enxaquecas durante o período pré-menstrual em função da diminuição do hormônio estrogênio, no primeiro trimestre da gravidez. O uso da pílula anticoncepcional ou reposição hormonal, também contribuem para surgimento ou agravamento da doença.

Pacientes com enxaqueca têm até personalidade característica: são indivíduos perfeccionistas, inteligentes, trabalhadores, estressados, rígidos, com alto grau de autocontrole, individualistas, exigentes, muito racionais.
Grande parte dos sofredores crônicos de enxaqueca chega ao consultório do homeopata cansada do uso de analgésicos e antidepressivos e não resolvem o mal, as crises reaparecem e é preciso mais medicação, que não querem mais tomar pois já sentem seus inconvenientes efeitos colaterais.

Mas não há motivo para desanimo. A homeopatia pode colaborar enormemente nesses casos, oferecendo tratamentos muito eficientes para as pessoas com enxaqueca, buscando a individualidade de cada um, suas características físicas e mentais, sua maneira peculiar de ser e encontrando o remédio mais indicado para cada caso.

Muitas vezes são necessárias mudanças no estilo de vida, na alimentação e apoio psicológico.

É inegável a contribuição da acupuntura no tratamento da enxaqueca - ela provoca a liberação local de endorfinas, substâncias produzidas pelo organismo que funcionam como analgésico natural, diminuindo a dor, produzindo relaxamento e bem estar.

Há muito para ser feito para atenuar e curar os pacientes enxaquecosos, e dentre os vários recursos existentes, a homeopatia oferece excelentes resultados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share it